sexta-feira, 18 de maio de 2018

VIAGEM PARA BUENOS AIRES- PARTE3♥

Oi Gentemmm...
Hoje tem mais um pouco da nossa viagem para Buenos Aires... no domingo, 29/04, tínhamos planejado ir na feira de San Telmo, famosa pelo artesanato, antiguidades e muitas coisitas, porém o dia amanheceu super chuvoso e tivemos que mudar o itinerário... fomos então conhecer as Galerias Pacífico, um dos shoppings mais frequentados por turistas em Buenos Aires.
Seu interior é repleto de murais e colunas, sendo que o destaque vai para o teto, feito por diversos pintores argentinos. Eu passei todo o passeio por lá olhando para o teto, rsrsrs Muito lindo!!!
História
O prédio começou a ser construído em 1888 e foi inaugurado seis anos depois, sendo que a obra foi totalmente finalizada apenas nos primeiros anos do século XX. Inicialmente o local abrigava uma galeria comercial, porém com o passar dos anos ela foi caindo no esquecimento.
A construção foi declarada Monumento Histórico Nacional em 1989 e depois disso, nos anos 90, começou a ser revitalizada, quando Buenos Aires passou por uma onda de renovação. Os murais da cúpula central foram projetados em 1945 pelos arquitetos Jorge Aslan e Héctor Ezcurra. Após a reforma, o atual shopping foi reinaugurado em 1992. Hoje ele apresenta o estilo arquitetônico Beaux-Arts e tem diversas obras de arte em seus murais, compondo assim uma mistura entre o antigo e o moderno. (Aires Buenos Blog)
Vale a pena conhecer  e até fazer umas comprinhas!!!

 

Depois da Galeria pacífico fomos em direção da Praça de Maio, famosa pelas manifestações portenhas e por ser rodeada pela Casa Rosada, o Banco da Argentina, a Câmara dos Deputados, a antiga Cadeia, Igreja Branca e a Catedral Metropolitana de Buenos Aires (nas fotos abaixo pela ordem)... A Catedral de Buenos Aires abriga os restos mortais do General José San Martin, o herói da independência de muitos países da América do Sul. Seu imponente túmulo fica em uma sala aberta a visitação e, não somente lá, mas como em toda a Catedral há guardas que parecem aqueles soldados londrinos, que são chamados granaderos. Nós conseguimos presenciar a troca da guarda do túmulo e foi bem legal a reverência que eles tem com este momento!
E como em todas as igrejas católicas, há diversas imagens pelas paredes e também algumas obras de arte, como os detalhes em ouro presentes no teto. Por ali ficamos um pouco para agradecer a nossa viagem!!!
 
A próxima parada foi ali pertinho: na Casa Rosada, praticamente um ícone de  Buenos Aires, o local, também chamado de Casa do Governo, é considerado um Patrimônio Histórico Nacional.
Antes de viajarmos peguei várias dicas no Blog Aires Buenos e lá fiquei sabendo que poderíamos fazer uma visita guiada por dentro da Casa Rosada... e eu já mesmo acessei o site Casa Rosada e consegui agendar, para o domingo 14:00h... dica: agende pelo menos 15 dias antes da visita, chegue no local com 20 minutos de antecedência e leve documentos para apresentar na portaria... é tudo muito organizado, com seguranças por todos os lados e os turistas são super bem atendidos... a nossa guia Leila foi extremamente simpática e nos fazia perguntas a todo momento, foi uma aula de História, rsrsrs
E por falar em História:
A Casa Rosada foi, durante toda a história de Buenos Aires, sede das autoridades do governo da Argentina. Após fundar a cidade em 1580, Don Juan de Garay mandou construir o edifício que ficou conhecido como Fortaleza Real de San Juan Baltasar da Áustria. O chefe de governo seguinte, Fernando de Zárate, decidiu construir muralhas de 120 metros de altura, um fosso e também uma ponte levadiça. E no começo do século XVIII o local se tornou um verdadeiro forte.
Depois disso muitos outros governantes passaram por lá e fizeram algumas alterações em sua estrutura e arquitetura. Quem resolveu pintar o prédio de rosa foi Sarmiento, que também inseriu jardins. Foi ele que ordenou a construção da sede do correio que posteriormente foi incorporada ao edifício da sede do governo. Desde então existe uma tradição na Argentina de pintar de rosa vários prédios públicos. A guia Leila nos contou que existem várias versões para o tom rosado, uma delas é de que no passado misturavam cal com sangue para impermeabilizar as paredes, outra é que eles imitavam muito as cores em moda na Europa... eu gostei muito da cor, achei muito chique... e por dentro como será???
A guia Leila nos orientou que podíamos tirar fotos sem flash e em alguns lugares não seria permitido fotografar e ela nos avisaria antes... então eu tirei umas mil fotos, rsrsrs... tudo muito lindo, imponente e bem conservado!!!
O piso abaixo é original da casa... muitas peças de decoração e obras de arte foram trazidas da Europa e estão espalhadas pelas dependências... assim como de artistas argentinos também... salas de reuniões, de visitas, jardins, salão de conferências, o famoso e polêmico quadro de Juan Domingo e Evita Peron sorrindo... tudo muito lindo!
Eu recomendo para todos que amam Arte e História

Na saída uma foto com um dos "granaderos"  de plantão e com nossa "mui" simpática guia Leila!!!
E quando saímos da Casa Rosada, a Praça de Maio nos recebeu assim: chuvosa e em reforma... aliás vários pontos da cidade estão reformando, revitalizando, se embelezando... o jeito então foi abrir o nosso "para-água" e andar até um restaurante próximo...
 


... o escolhido foi um dos muitos Il Gatto que existem em Buenos Aires, uma rede de tratoria que tem preço justo, o atendimento não foi muito bom, mas conseguimos nos alimentar pois estávamos famintos!!!
Ali bem pertinho encontramos um símbolo da cidade: O Obelisco de Buenos Aires, um ponto turístico obrigatório para quem visita a capital portenha. Cartão postal da Argentinaele é amado pelos portenhos e sempre presente nos protestos e comemorações organizados na cidade pois é um monumento histórico que foi erguido em comemoração aos 400 anos da cidade. Sua inauguração foi em maio de 1936. Com 67,5 metros de altura e uma base de quatro lados com 6,5 metros cada um, o monumento traz diferentes inscrições, que são homenagens a importantes momentos históricos da cidade e do país. Em seu interior há uma escada estilo marinheiro com 106 degraus e 7 áreas de descanso no caminho até o topo, também conhecido como cúspide. Lá há um mirante com quatro janelas que são visíveis por quem passa pela rua. É muito imponente e chama a atenção mesmo, nós nos guiamos várias vezes por ele!!!
 A chuva continuou e o jeito foi ir para o hotel... descansamos, um bom banho de banheira e a noite optamos pelo La Continental novamente por ficar próximo ao hotel... comemos empanados e tomamos cerveja... tudo delícia!!! Ficamos fã!!!
Beijinhos e até a próxima postagem♥♥

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Oi Gi, você vai amar mesmo, lembrei de você quando estava na Casa Rosada, rsrsrs
      Beijosss

      Excluir